domingo, 1 de abril de 2012

Ai de quem tocar no Ungido do Senhor...

Porque o SENHOR defenderá a sua causa em juízo, e aos que os roubam lhes tirará a vida. (Provérbios 22.23)


Não é bom tocar em um ungido do Senhor (Sl 105.15; 1 Sm 24.6,7).

Ai de quem ousa tocar em alguém que tenha recebido a unção divina, mesmo que, aos olhos do homem, aquela pessoa seja tida como insignificante. Deus – o nosso Defensor – não faz nada fora da Sua Palavra, ainda que aquilo pareça necessário. O Senhor é varão valoroso e perfeito nas batalhas, e, uma vez a guerra tendo-se iniciado, não haverá tréguas.O erro de muitos é não conhecer os termos das alianças que o Senhor firmou com o Seu povo. 

Quando Golias, pelos seus deuses, amaldiçoou Davi (1 Sm 17.43), o filisteu cavou sua própria cova, pois, naquele momento, mesmo sem saber, colocou o poder divino operando contra si mesmo. Davi, por conhecer o que o Todo-Poderoso havia prometido a Abraão – e, por extensão, aos seus herdeiros –, sorriu e gritou que, naquele mesmo dia, Deus poria aquele adversário em suas mãos (v. 46).O cristão não é alguém que anda desprotegido. 

Por motivos que ainda não entendemos, há casos em que, aparentemente, as pessoas que não temem a Deus obtêm sucesso contra nós. No entanto, isso é só questão de tempo; breve o período de oportunidades daquela pessoa passará, e ela verá o quanto o Senhor ama e defende os que depositam a sua confiança nEle. 

Deus é e sempre será o Guarda de quem verdadeiramente Lhe serve (Sl 91, 121).Contudo, para experimentarmos essa proteção, temos de saber que o Senhor nunca agirá fora do que está registrado em Sua Palavra, ainda que, algumas vezes, julguemos necessário que Ele faça algo diferente. 

Ora, o Altíssimo sempre respeita os Seus preceitos e espera que nós também os respeitemos. Ademais, Ele não é injusto nem para com os maus, mas, quando provocamos a Sua ira e Ele passa a agir, ninguém e nada O detêm. Portanto, tenha sempre mãos e vestes limpas (Ec 9.8).Ai de quem intenta fazer mal contra um dos que creem no Senhor, ainda que, humanamente, aquela pessoa seja taxada como insignificante. 

Deus proíbe que toquem em Seus profetas e que maltratem os Seus ungidos. Quem agir assim descobrirá que cometeu um erro grave. Antes de tirar Israel do Egito, o Senhor vingou o Seu povo, e Faraó viu o que a ira divina pode fazer contra quem não respeita o povo santo. Não tenha receio de obedecer ao Senhor. Nada, absolutamente nada, sucederá a você por dar ouvido ao que Ele fala. 

O demônio ameaça, e, por incrível que pareça, há quem o respeite, mas, se essa pessoa soubesse o que sofrerá nas mãos do inimigo, ela jamais teria desobedecido ao Varão valoroso e perfeito nas batalhas (Is 42.13).Veja bem, Deus é tardio em irar-Se (Na 1.3a), mas, tendo-Se irado, não há como detê-lO. 

Com o Senhor em ação, nunca haverá tréguas para o adversário, e, sim, vitória completa para quem serve ao Altíssimo. Ele não para de edificar a torre por falta de recursos, pois estes Lhe são ilimitados. Portanto, quando você entender que algo é seu e orar tomando posse disso, o Senhor Deus operará em seu viver até a vitória total. 

Assuma sua posição nesta batalha!