quinta-feira, 5 de abril de 2012

Caindo em Armadilhas

Em frente a minha casa, havia um quarteirão vazio, as pessoas passavam e atravessam em um trilho que cortava fora a fora de uma esquina até a outra. Era grande o número de pessoas que transitavam pelo caminho de terra, ganhavam tempo, e não precisavam preocupar-se com os veículos da rua. De minha casa ficava observando a ida e vinda, durante todo o dia. Certo dia aconteceu algo. Uma senhora atravessava confiadamente pelo caminho, quando caiu. Seus pés encaixaram em um buraco feito e coberto por areia com capins. Por sorte não quebrou o pé, mas o tombo foi feio. 

Armadilhas da Vida

Os meninos do bairro haviam feito uma armadilha bem no meio do caminho, para ver as pessoas caírem, e depois darem risadas. Lembro que eles levaram uma surra de suas mães pela peraltice, e não fizeram nunca mais. Hoje, quando fico a meditar na Palavra de Deus, lembro desta história e vejo que precisamos andar com cuidado pelos caminhos da nossa vida, pois há muitas armadilhas escondidas que o inimigo de nossas almas coloca na intenção de nos derrubar e nos ferir. 

“Guarda-me do laço que me armaram, e das armadilhas dos que praticam a iniqüidade.” Salmo 141:9

Ande com Deus, sempre firme em seus caminhos, Deus guarda, livra e conduz os seus filhos em segurança e nos mostra o melhor caminho. 

“Eu vos mostrarei um caminho sobremodo excelente.” 1º Corintios 12:31b

Texto extraído do site ThePescador.